17.1 C
São Paulo

Premier League ganha investimento bilionário em NFTs; Veja os valores

É Pop!

Bombadas no ambiente web3, principalmente no âmbito de NFTs de esporte, as plataformas Sorare, Dapper Labs, Candy e ConsenSys, estão próximas de chegar a um acordo para o licenciamento da Premier League em seus projetos.

Tendo diversas ligas em seus portfólios, todas licenciadas e com a presença da maioria dos jogadores de mais de 20 campeonatos considerados os “principais” do mundo, todas essas exchanges e Blockchains tinha o mesmo sonho em comum, conseguir a parceria total com a maior liga entre clubes do planeta.

Conhecida por ser a mais disputada, badalada e milionária, a Premier League, que reúne os 20 melhores times da Inglaterra, pode enfim chegar ao mundo dos tokens não fungíveis (NFT).

De acordo com o tablóide inglês “Daily Mail“, propostas que variam da casa dos 220 a 434 milhões de libras, chegaram na mesa da Football Association para o licenciamento da liga pelos próximos 4 anos.

A Premier League contra os NFTs

A possível entrada da Premier League neste universo de ativos digitais pode ser considerada uma conquista enorme no cenário, já que a liga diferente de diversas outras ao redor do mundo, vem sendo muito conservadora quanto a adoção de NFTs.

A associação de futebol da terra da rainha, inclusive, procurou aliados dentro da própria Premier League para começar um movimento para acabar com os patrocínios de Blockchains, Exchanges ou qualquer outra forma representativa de web3.

A ideia partiu de uma abordagem de fãs que começaram a acusar a liga de induzir pessoas a investir em um mercado de alto risco, taxando a Premier de irresponsabilidade comercial.

Apesar do assunto ter começado a ganhar força, não foi pra frente, mesmo com investigações que seguem sobre clubes que majoritariamente necessitam de patrocínios oriundos do mercado digital.

O curioso disso tudo, surge quando apesar da liga em si não colaborar muito com a ideia de tokens não fungíveis em sua marca, times de dentro da própria Premier League já até se sustentam desse modo operante. Como é o caso do gigante Manchester City, que em parceria com a Socios.com arrecadou milhões de euros com a venda de Fan Tokens, as criptomoedas utilitárias voltadas ao esporte.

Agora, com todo esse dinheiro na mesa, será difícil para a Premier League recusar. Ainda mais depois de uma sequência de mais de dois anos de falta de receitas no esporte devido a pandemia de Covid-19, que agora volta a se estabilizar.

Além disso, a maior liga do mundo não poderia ficar para trás em uma tendência de mercado que está dominando todo o setor do futebol. A própria Premier League já se sentiu ameaçada após quase “perder” seus principais times para uma possível criação de Superliga, que aumentaria ainda mais o monopólio dos times e acabaria com as instituições esportivas responsáveis pela criação de torneios, incluindo a UEFA.

Por fim, outro fator que pode seduzir de vez a Premier League a aderir as NFTs, trata-se do acordo que os times de sua liga já possuem com outras empresas de ativos digitais, que possibilita assim, que a associação fique com uma boa parcela financeira sem precisar dividir totalmente.

- Advertisement -spot_img

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias