16.7 C
São Paulo

Time brasileiro cria própria plataforma de NFTs

É Pop!

Cada dia mais inserido no meio dos esportes, principalmente no futebol, os NFTs também chegaram para ficar no Brasil. O país do futebol claro não poderia ficar de fora de uma invocação dentro do esporte, tendo isso em vista, diversos times passaram a adotar o esquema de cripto ativos, seja por meio dos Fan Tokens ou como fez o Bahia, criando sua própria plataforma de tokens não fungíveis (NFTs).

Em uma parceria com a Block4 fantech, gerenciadora de plataformas que criam os colecionáveis digitais, um dos times mais tradicionais do nordeste semanalmente irá colocar à venda objetos virtuais que representam a história do clube.

As primeiras peças a serem lançadas chegaram junto ao lançamento da plataforma, que apresentaram também os novos uniformes do Bahia para a temporada 2022, se transformando em NFTs.

Como adquirir os NFTs do Bahia

Os tokens não fungiveis que trarão a história do Esquadrão de Aço para a web3, poderão ser encontrados no site, ecbahia.tibs.app. Site esse, gerido pela Blcok4, sendo um dos mais respeitados no ambiente de criptomoedas e NFTs.

Em anúncio da parceria, o presidente do Bahia Guilherme Belintani, avaliou a introdução do time nordestino na nova era de investimentos e entretenimento da web3, projetando um negócio de sucesso do clube com sua torcida, aproximando ambos.

“A era dos NFTs veio para ficar e o Bahia não pode ficar de fora. A ideia é aproximar e recordar ainda mais nossos torcedores do clube. Nesse projeto, alguns itens remetem à nossa história e outros são inéditos, desenvolvidos especialmente para esse lançamento. Vem mais história por aí”, declarou Belintani.

Os TiBs, como são conhecidos os NFTs produzidos na plataforma da Block4, nesse caso irão atuar como qualquer outro ativo digital, tendo uma espécie de selo associado ao item que garante a autenticidade e possibilidade de compra, troca e venda dos tokens. Ou seja, apenas o dono de cada NFT do Bahia poderá ter acesso ao conteúdo exclusivo que aquele item dá e também negocia-lo da forma que achar melhor nas plataformas disponíveis.

As vantagens e exclusividades que serão geradas pelos NFTs do tricolor baiano ainda não foram divulgados. Mas, pelas perspectivas do CEO da Block4, Thiago Cannelas, a proximidade entre o adepto ao time e o clube em si, sereno foco dessa parceria.

“Essa iniciativa com o Bahia visa trazer para o universo dos NFTs a paixão do torcedor com o seu clube de coração. Mais do que lembranças de momentos incríveis, queremos integrar a tecnologia a um clube tão rico em história com a sua torcida, trazendo a massa tricolor para mais perto do time”, revelou Cannelas.

Desde o mês de abril em funcionamento, os TiBs do Bahia estão sendo separados em três categorias/raridades, que normalmente ditam o valor de cada peça. Atualmente existem, comuns, especiais, raras e lendárias, sendo o a última mais rara e a primeira literalmente mais comum.

TiBs lendários são criados de forma única em coleções específicas, tendo seu ‘drop’ feito de forma restritas e dando a possibilidade do torcedor de passar por experiências únicas.

Enquanto isso, os TiBs comuns são emitidos em várias quantidades. Cada emissão tem um número máximo de peças já pré-definidos, no entanto, diferente dos lendários, os comuns são ilimitados.

- Advertisement -spot_img

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias