16.7 C
São Paulo

Injeção experimental para matar câncer é aplicada em humano

É Pop!

A ciência avançou em busca de uma vacina humana como forma de combater o câncer. No mês de maio deste ano, o primeiro paciente humano recebeu uma injeção de um novo vírus que pode matar um câncer de forma definitiva. Conhecido como CF33-hNIS (Vaxinia), ele conquistou êxito em animais até o momento e recebe o título de promissor.

Contudo, a eficácia em seres humanos ainda está sendo testada no início deste novo ensaio clínico. As expectativas dos cientistas é de que essa seja uma nova forma de combater tumores cancerígenos no corpo das pessoas.

Denominado de vírus oncolítico pelos pesquisadores, o Vaxinia é um organismo geneticamente modifico e projetado para infectar e matar células cancerígenas. O vírus da varíola foi usado no CF33-hNIS para gerar tamanho efeito.

Ao adentra no organismo humano, esse vírus invade as células e se multiplicam dentro delas. Nesse sentido, as células se explodem e liberam várias novas partículas virais que poderão atuar como antígenos no corpo.

O primeiro ensaio clínico em humanos começou por meio do Centro de Pesquisa e Tratamento do Câncer City of Hope, em Los Angeles, e a empresa de biotecnologia Imugene, situado na Austrália. Essas duas instituições são co-desenvolvedoras do medicamento.

Ao todo, 100 participantes podem estar envolvidos no estudo, com pacientes adultos com tumores sólidos metásticos ou avançados e que tenham já tentado outras duas formas de tratamento padrão. Ao se candidatarem, cada indivíduo recebe baixas doses do tratamento experimental por injeção direta ou intravenosa.

- Advertisement -spot_img

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias