16.7 C
São Paulo

“Que Horas Ela Volta?” está fora da disputa pelo Oscar

É Pop!

2“Que Horas Ela Volta” está fora da disputa pelo Oscar

 

Longa-metragem brasileiro escolhido para representar o país no Oscar 2016, “Que Horas Ela Volta?” está oficialmente fora da disputa por uma indicação na categoria de melhor filme estrangeiro. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela premiação, divulgou a lista dos nove concorrentes que continuam na disputa, e a obra da diretora Anna Muylaert não está entre eles. Tradicionalmente, são cinco os indicados em cada categoria, o que significa dizer que outros quatro filmes deverão ser cortados da lista final:

“The Brand New Testament” (Bélgica), de Jaco Van Dormael
“Embrace of the Serpent” (Colômbia), de Ciro Guerra

“A War” (Dinamarca), de Tobias Lindholm
“The Fencer” (Finlândia) de Klaus Härö
“Cinco Graças” (França), de Deniz Gamze Ergüven
“Labyrinth of Lies” (Alemanha), de Giulio Ricciarelli
“Son of Saul” (Hungria) de László Nemesreland
“Viva” (Irlanda), de Paddy Breathnach
“Theeb” (Jordânia), de Naji Abu Nowar

Premiado no Festival de Cannes, na França, o favorito “Son of Saul” segue firme na disputa, assim como “The Brand New Testament” e “The Fencer”, ambos também indicados a melhor filme em língua estrangeira no Globo de Ouro do ano que vem.

A atriz Regina Casé (esq.) levou o prêmio de melhor atriz no Festival de Sundence, nos EUA, em janeiro. foto: Aline Arruda

A atriz Regina Casé (esq.) levou o prêmio de melhor atriz no Festival de Sundence, nos EUA, em janeiro. foto: Aline Arruda

Porém, como “Que Horas Ela Volta?” já estreou nos cinemas norte-americanos, a produção pode ser indicada em outras categorias, como a de melhor atriz, prêmio que Regina Casé levou no Festival de Sundance, em janeiro, nos EUA. Isso já aconteceu em 2004 com “Cidade de Deus”, de Fernando Meirelles, que recebeu quatro indicações, inclusive a de melhor diretor, mas foi esquecida na categoria de filmes estrangeiro. A última vez que um longa-metragem brasileiro entrou na disputa foi em 1999, com “Central do Brasil”.

Imagens: Divulgação

Tags

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias