28.3 C
São Paulo

Cães são capazes de reconhecer emoções humanas, diz estudo

É Pop!

Em uma nova pesquisa realizada por especialistas da Universidade de Helsinque, na Finlândia, confirmou-se o fato de que os cães podem, sim, ler emoções. De acordo com os pesquisadores, além de estes animais serem capazes de se envolver em “comportamentos sociais”, eles também conseguem diferenciar e reconhecer expressões tanto de outros cães como de seres humanos. Até então, apenas o homem era considerado capaz de desempenhar tal habilidade.

Antes da pesquisa, acreditava-se que só os humanos eram capazes de perceber emoções. (Foto: iStock)

O estudo acompanhou a reação dos animais de estimação com relação à leitura de três tipos de fisionomia: ameaçadora, agradável e neutra. Com o uso fotografias, foi possível visualizar a reação deles diante de cada retrato apresentado. O comportamento do animal teve variações dependendo se a imagem era de outro cachorro ou de um humano.

A análise mostrou, por exemplo, que os cães passam um bom tempo olhando para a boca de uma pessoa feliz, provavelmente porque o sorriso contém a informação mais relevante neste caso.

O estudo mostrou, por exemplo, que os cães são capazes de identificar a alegria em humanos por meio do nosso sorriso. (Foto: Divulgação/Universidade de Helsinque)

Outra pesquisa, realizada no Brasil pela bióloga Natalia de Souza Albuquerque, do Instituto de Psicologia da USP, em parceria com a Universidade de Lincoln, no Reino Unido, revelou que os cães conseguem reconhecer, principalmente, expressões humanas de raiva e alegria.

“Um dos resultados mais interessantes deste trabalho é mostrar que os cães são os únicos animais, fora os seres humanos, que conseguem reconhecer as emoções entre si e em outras espécies”, explicou Natalia sobre seu trabalho.

Segundo a pesquisadora, esta habilidade é importante para percebermos o estabelecimento e manutenção das relações entre cães e seres humanos.

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias