17.1 C
São Paulo

Lenda do basquete compra duas franquias de esporte no Metaverso

É Pop!

Lenda do Los Angeles Lakers e considerada por muitos entre o top-5 maiores atletas da NBA da história, ‘Magic’ Johnson é mais um a entrar no mundo dos investimentos na web3.

O ex-atleta de 62 anos passou a investir no projeto de uma startup localizada em Beverly Hills, que tem como foco a criação de ambientes no Metaverso baseado em esportes, chamada de SimWinSports.

Além do ambiente virtual compartilhado, a SimWin desenvolve ligas e torneios dentro do Metaverso, envolvendo jogadores ficcionais que se tornam as próprias NFTs no “game”.

Diferente do que se imaginava, a equipe de Magic Johnson adquiriu não tem nada a ver com basquete, e sim, com futebol americano.

Johnson agora é dono da franquia Los Angeles Magic, que tem em referência justamente seu apelido na época de jogador e até hoje é lembrado de forma lendária.

Apesar de imerso na tecnologia Blockchain através de um esporte que não seja o basquete, segundo a imprensa americana, o ex-jogador tem tudo para em breve adquirir um time do esporte na rede virtual.

“Esse negócio multibilionário está prestes a decolar e o modelo da SimWin é uma excelente maneira para os fãs de esportes se envolverem nesta oportunidade inovadora”, declarou Magic Johnson em apoio a SinWin em anúncio de sua parceria.

Os valores não foram revelados à imprensa, mas o que se sabe é que Magic além de dono de uma franquia dentro do Metaverso da SinWin, também será sócio e investidor da empresa.

Entenda o Metaverso Esportivo da SinWin

Startup fundada em 2019, a SinWinSports tem como o projeto principal a criação de um Fantasy Game completamente imersivo no Metaverso. Diferente dos que já estão na mídia e já consolidados, como o Sorare por exemplo, a SimWin tenta fugir da forma rasa de vender seu produto.

Possibilitando não só a compra de franquias mas a participação na gestão de cada equipe com cargos específicos assim como é na vida real, o ambiente virtual da empresa promete ser um dos mais bombásticos daqui a alguns anos.

O jogador pode montar seu time comprando jogadores virtuais e aprimorando suas habilidades, assim como é na vida real, através de treinos e partidas. Cada jogador custa entre 300 e 600 dólares, chegando então numa média de 1500 reais com a cotação atual.

Prova de seu potencial são os mais de 13 milhões de dólares arrecadados de fundos de investimentos que vieram de outras grandes empresas de cripto ativos, como por exemplo as gigantes Animoca e 1UP.

Com uma equipe de apenas 22 pessoas, o time da SimWin conta coincidentemente com uma presença ilustre, André Johnson, filho de Magic Johnson. O jovem que atua dentro da empresa como executivo também expôs em anúncio algumas das ideias e projetos que estão por vir.

“Em cima de uma perspectiva de fantasia, a SimWin traz para todas as pessoas que queriam ter um time, queriam ser jogador, gerente ou agente de jogadores a oportunidade de enfim fazer isso”, avaliou Andre.

“Queremos ter tudo o que você veria em uma franquia esportiva tradicional. Todas as maneiras pelas quais você pode gerar dinheiro, todas as coisas que você pode fazer, estamos fazendo isso justamente de uma perspectiva digital“, completou.

Andre Johnson revelou ainda que tem a promessa de criar um campeonato entre os times presentes no Metaverso da SinWin e que isso já está em desenvolvimento.

- Advertisement -spot_img

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias