14.5 C
São Paulo

Longe de Springfield, “Os Simpsons” lançará primeira loja oficial na China

É Pop!

Homer Simpson e sua família estão prestes a desembarcar bem longe de sua modesta casa na cidade de Springfield. De acordo com um recente comunicado feito pela 20th Century Fox, o mais novo lar dos personagens está do outro lado do mundo, especificamente na China. Completando 27 anos de exibição, o desenho animado prepara-se para inaugurar, em março, sua primeira loja oficial com produtos licenciados da marca “Simpsons”. A novidade chegará primeiro em Pequim e deverá se estender para Xangai ainda em junho deste ano.

Os estabelecimentos terão 250 m², completos com mais de 200 produtos oficiais. Segundo o anúncio, as coleções incluirão camisetas, jaquetas, sapatos, meias, acessórios, capas para celulares e diferentes itens, que serão renovados a cada temporada. A empresa estima que 25 a 50% dos produtos licenciados “Simpsons” serão comercializados exclusivamente nas lojas conceito e que outros 100 estabelecimentos devam ser abertos globalmente. “Nós continuaremos a criar produtos de consumo individual para cada um dos nossos filmes e programas de televisão na China, e futuramente cresceremos nossa marca como uma companhia”, declarou Jeffrey Godsick, presidente da 20th Century Fox Consumer Products.

“Os Simpsons” é o programa de comédia há mais tempo exibido na televisão americana. Ao longo de quase três décadas, a animação apresentou mais de 500 episódios e recebeu mais 100 premiações.

“Os Simpsons” é o programa de comédia há mais tempo exibido na televisão americana. Ao longo de quase três décadas, a animação apresentou mais de 500 episódios e recebeu mais 100 premiações.

Até 2014, o desenho era banido no país, por ser considerado desrespeitoso à cultura chinesa. Isso porque, em 2006, o episódio “Goo Goo Gai Pan” da 16º temporada levou os personagens à China e insinuou algumas piadas politicamente incorretas sobre o governo do país. “Os Simpsons” só voltou a ser exibido quando o serviço de streaming Sohu fechou acordo com a Fox e garantiu o direito de transmissão dos episódios. Desde então, a produção tornou-se uma febre entre os chineses, o que explica o interesse da empresa em explorar este mercado e não o dos Estados Unidos.

Tags

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias