13.3 C
São Paulo

Lenda do Skate brasileiro anuncia projeto de Criptomoedas e NFT

É Pop!

Quando se fala sobre skatistas brasileiros, o primeiro nome que vem à mente é o de Bob Burnquist. Lenda do esporte, que recentemente chegou às olimpíadas, o ex-atleta irá usar de sua influência para ingressar no ramo de Criptomoedas e dos tokens não fungíveis (NFTs).

Bob já a algum tempo está inteirado nesse universo do web3. Em 2017 o skatista investiu 2 mil dólares em Bitcoins, que meses depois se tornaram 20 mil e foram vendidos pelo mesmo.

Agora em 2022, a ideia de Burnquist será educar toda uma nova geração sobre o mercado de criptomoedas e NFTs. Através do projeto social SkateCuida, em parceria também com as plataformas de tecnologia Shape Shift, Impact e Giveth, o skatista criou o CriptoCria.

Além das aulas sobre cripto investimentos e NFTs, o projeto que visa comunidades carentes também trará aulas de programação e tecnologia para jovens.

“A ideia é direcionar para uma mentoria em que o emprego do jovem não vá sumir. A tecnologia toma conta das coisas, então é importante direcionar para algo que permita que a pessoa leve recursos para a comunidade. Temos um onboarding mais simples de carteira de cripto e de como criar NFT. É mais fácil ensinar criptoarte e a forma de usar as redes sociais para quem é jovem. E é um mercado com muitas aplicações”, analisou Burnquist, em entrevista à revista ‘Valor Econômico‘.

A parceria do skatista e do projeto social SkateCuida, já vem de algum tempo. A ideia da parceria é justamente educar comunidades carentes por meio do esporte onde o atleta já foi tão vitorioso.

“O instituto Skate Cuida mostra outros aspectos do esporte para quem passou a se interessar por causa das Olimpíadas de Tóquio. O pessoal que veio por causa das Olimpíadas vai descobrir que tem outras interações e formatos de competições”, comentou o skatista sobre o projeto.

Bob Burnquist já teve sua própria coleção de NFT

Estudioso do assunto, Bob Burnquist, em outubro de 2021, lançou em parceria com a Blockchain, Tezos (XTZ), sua coleção de NFTs.

Baseada no grafismo e inspirada na proporção áurea, a famosa proporção divina vista em teorias matemáticas, o skatista anunciou 1618 de seus tokens não fungíveis, os Burnquist Gold, inclusive, criados pelo próprio Bob.

Podendo ser encontradas no marketplace brasileiro ‘Hic et Nunc’, as peças em seu lançamento custavam cerca de 60 reais, ou, 1618 XTZ.

Atualmente, as peças sofreram com a desvalorização, é a mais cara, pode ser comprada por 430 XTZ.

Ainda no mundo das NFTs, Bob Burnquist se envolveu em outro projeto envolvendo o cripto ativo.

O skatista de 46 anos foi garoto propagando e cedeu sua imagem para divulgar o projeto para a preservação da onça pintada, que envolvia o comércio de NFTs onde 40% de todo o lucro seria destinado ao combate da extinção do animal silvestre da fauna brasileira.

Burnquist participou ativamente na divulgação e até em giveaways dos ‘PowerJags‘, que poderiam ser encontrados no marketplace OpenSea.io, discutindo e debatendo sobre ideias até no Discord do projeto.

- Advertisement -spot_img

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias