20.1 C
São Paulo

Wagner Moura lança vídeo contra trabalho escravo

É Pop!

Depois ser anunciado o embaixador da Organização Internacional do Trabalho (OIT) contra a escravidão moderna, o ator brasileiro Wagner Moura protagonizou na última segunda-feira (19) mais uma ação para promover a campanha 50 for Freedom. No vídeo, publicado na página da OIT no YouTube, ele dá voz à uma história real, de um cortador de cana que, assim como outras 21 milhões de pessoas, é mais uma vítima das condições desumanas de trabalho.

Sobre o envolvimento do ator na campanha, José Manuel Salazar-Xirinachs, diretor regional da OIT para a América Latina e Caribe, afirmou: “Wagner Moura é reconhecido pelo seu envolvimento no combate ao trabalho forçado no Brasil, por isso estamos muito felizes em ter sua ajuda para aumentar a conscientização sobre esta questão. Atualmente existem 21 milhões de mulheres, crianças e homens em todo o mundo são vítimas da escravidão moderna. Na América Latina existem 1,8 milhão de pessoas vítimas do trabalho forçado, de acordo com nossos dados. A escravidão não tem absolutamente nenhum lugar no mundo de hoje”.

Wagner trabalha ao lado da organização desde 2013 e já apoiou outras campanhas, como a Cartão Vermelho Contra o Trabalho Infantil. (Getty Images)

O projeto 50 for Freedom é uma nova etapa das ações da OIT, cujo objetivo é mobilizar 50 países a ratificarem, até 2018, um protocolo internacional sobre o trabalho escravo. Neste protocolo, os governos de cada país deverão tomar medidas a favor do fim da escravidão moderna, garantindo a libertação, restabelecimento e reabilitação das vítimas. Além disso, o tratado garante a proteção dos trabalhadores por lei, dá acesso a ações jurídicas e indenizações e os protege de processos gerados a partir de crimes que estes indivíduos tenham sido forçados a cometer durante o período de serviço.

A escravidão moderna é o mais primitivo dos desrespeitos ao direito da pessoa

Outras personalidades também estão envolvidas nessa campanha, como a atriz norte-americana Robin Wright, o jornalista brasileiro Leonardo Sakamoto, o artista indiano Kailash Satyarthi, a fotógrafa norte-americana Lisa Kristine e o ator inglês David Oyelowo. “Eu fico particularmente honrado com o papel de embaixador, não só por me sentir reconhecido por minha militância orgulhosa na área de direitos humanos, como também por me sentir fortalecido e poder ampliar minha contribuição; começando com a campanha 50 for Freedom, pois precisamos de um novo instrumento internacional na luta para acabar com a escravidão moderna e precisamos que os países o ratifiquem o mais rápido possível”, comentou Wagner.

No site 50 for Freedom você pode demonstrar apoio à campanha, deixando sua assinatura a favor do protocolo. Lá também é possível ler mais dados sobre o trabalho escravo no mundo, estar a par das ações da Organização Internacional do Trabalho e acompanhar o desenvolvimento desse projeto. Acesse e faça parte!

comente
Ler a próxima matéria

Pai dá resposta perfeita a comentários maldosos sobre filho

- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias