28.3 C
São Paulo

Como a atriz Ellen Page se tornou um ícone LGBT

É Pop!

Apesar da pouca idade, a atriz Ellen Page já se tornou um nome de referência entre a comunidade LGBT. Com 29 anos completados neste domingo (21), a canadense revelou publicamente sua sexualidade há pouco mais de dois anos, mas desde então não parou de advogar a causa das lésbicas, gays, bi e transexuais. Na mais recente entrevista concedida, Ellen declarou que se sentiu “moralmente obrigada” a sair do armário.

Ellen Page (Stacie) e Julianne Moore (Laurel) são as protagonistas de “Amor Por Direito” (Divulgação).

Em conversa com o site britânico Radio Times, a protagonista de “Juno”, de 2007, que lhe rendeu a fama precoce e uma indicação ao Oscar de melhor atriz, conta que foi seu papel no filme “Amor por Direito” que lhe deu o empurrão para falar sobre sua homossexualidade. A obra, baseada em fatos reais, conta a história de um casal de duas mulheres que lutam pelo reconhecimento judicial do relacionamento quando uma delas descobre que tem uma doença terminal:

Eu pensei comigo ‘não posso ser uma atriz enrustida e fazer este filme’. É muito simples. Pessoas como Laurel e Stacie são pessoas verdadeiramente corajosas, que em um momento de dificuldade inimaginável e tristeza se tornaram ativistas. Começou a parecer uma obrigação moral eu sair do armário.

O emocionante longa-metragem, que traz Julianne Moore na papel da esposa de Ellen, estreia no Brasil dia 21 de abril deste ano. A canadense, no entanto, nem esperou a estreia do filme para iniciar outro projeto pró-LGBT. Junto com o amigo Ian Daniel, Ellen tem viajado o mundo para a produção do documentário “Gaycation” – um jogo de palavras com “gay” e “vacation” (“férias”).

A série em estilo de documentário “Gaycation” conta com a produção de Ellen Page e Ian Daniel (Getty Images).

A intenção da dupla é mostrar as dificuldades enfrentadas por membros da comunidade LGBT nas mais diferentes culturas, além de contar histórias inspiradoras de gente que não mede esforços na busca por igualdade e pelo fim do preconceito. A própria Ellen já declarou em entrevistas que a série documental funciona como uma jornada pessoal para si mesma: “pude explorar mais sobre o que é ser lésbica, gay, bi ou trans no mundo todo”. A estreia de “Gaycation” está prevista para o último dia de fevereiro, no canal norte-americano da Vice.

Tags

comente
Ler a próxima matéria

Dave Grohl fará apresentação especial na cerimônia do Oscar

- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias