20.3 C
São Paulo

Facebook libera o uso das reações alternativas ao “curtir”

É Pop!

 

O botão de “curtir” já colocou muita gente em maus lençóis. É comum observarmos nas redes sociais notícias tristes ou notas de falecimento com… curtidas? Como demonstrar empatia em uma situação na qual a opção não se encaixa? Foi pensando nisso que o Facebook criou cinco alternativas ao clássico “like”, são elas: “amei”, “haha”, “uau”, “triste” e “grr”. Confira abaixo qual é a nova aparência dos botões do site e algumas dicas de como utilizar o novo recurso.

Além de “curtir”, você agora pode optar pelas emoções “amei”, “haha”, “uau”, “triste” e “grr” (Divulgação/Facebook).

Após um ano de pesquisas e testes para saber quais sentimentos as pessoas tinham mais vontade de expressar, finalmente foram liberadas as novas reações do Facebook. Desde a metade da semana, as contas passaram a ser habilitadas a expressar suas novas emoções, mas a atualização está sendo feita gradualmente. Ao contrário da opção “angry” do inglês (que significa “zangado”), a versão brasileira optou pela onomatopeia “grr” para expressar a raiva, assim como “haha” para um momento divertido e “uau” para demonstrar surpresa.

Para usar os “reaction buttons”, basta colocar o cursor sobre o botão “curtir” e esperar as opções aparecerem – ou então, em smartphones ou tablets, pressioná-lo por alguns segundos. Você pode, assim como no “curtir”, remover a emoção escolhida, ou então alterá-la, caso tenha selecionado sem querer. Clicando nos ícones de reações de sua própria postagem, é possível ver quem escolheu cada emoção, e dependendo de suas configurações de privacidade, outros também podem (ou não) ter acesso a essas informações. Assim como postagens pessoais, os anúncios de patrocinadores também foram afetados pela mudança.

O novo recurso representa uma forma mais fácil de demonstrar empatia em situações mais tristes, nas quais o “curtir” acaba sendo inadequado (Divulgação/Facebook).

A atualização pode ser um novo pretexto para gerar polêmicas, uma vez que facilitará as ações de “haters” no caso de famosos ou pessoas públicas. Se o novo recurso será aprovado ou não pelos usuários do mundo todo, é esperar para ver.

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias