20.1 C
São Paulo

Jogadora de vôlei trans estreia em time feminino na Itália

É Pop!

A mudança de equipes é uma rotina entre atletas profissionais. No caso de Alessia Ameri, de 30 anos, porém, o primeiro jogo em seu novo clube Hermaea Entu teve um gostinho especial. Esta também foi a estreia da jogadora de vôlei atuando no gênero com o qual se identifica – a italiana disputava o campeonato masculino do país até a duas temporadas atrás com o nome de Alessio. Esta foi a primeira vez na história do voleibol italiano em que um clube contou com um atleta transgênero em quadra.

A negociação de Alessia com o Hermaea Entu começou quando o empresário da atleta entrou em contato com o clube, logo após a líbero titular até então, Simona Degortes, se lesionar. O contrato foi fechado assim que o time deixou claro que não haveria problema algum em ter uma jogadora transgênero no elenco. No entanto, o reforço da atleta, que atua como líbero, não foi suficiente para evitar a derrota por 3 sets a 0 para o MyCicero Pesaro em partida válida pela oitava rodada da Série A2 do campeonato italiano feminino de vôlei.

Em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, o presidente Gianni Sarti ressaltou que o mais importante é a qualidade técnica de Alessia. “Estou feliz por ter tido o total apoio e os cumprimentos do presidente da liga, Mauro Fabris”, conta. O dirigente ainda lembrou que não haverá espaço para qualquer tipo de preconceito contra a jogadora enquanto ela vestir a camisa do clube. “Aqui, fazemos esporte por paixão e pensamos apenas no bem da equipe”, conclui Gianni.

Imagens: Reprodução

Tags

comente
Ler a próxima matéria

China está prestes a alcançar metas definidas na COP21

- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias