22.1 C
São Paulo

Governo brasileiro financiará até R$ 100 mil de aplicativos e jogos "sérios"

É Pop!

Aos poucos, o governo brasileiro está começando a perceber que o Brasil é um país rico em desenvolvedores de aplicativos e jogos. Prova disso é o novo concurso do Ministério das Comunicações, o INOVApps, que faz parte da Política Nacional para Conteúdos Digitais Criativo do gabinete.

Com o objetivo de estimular a produção de aplicativos nacionais para mobile e smart TVs, o concurso escolherá 50 projetos (25 aplicativos e 25 jogos) para gastar R$ 4,5 milhões, sendo R$ 89 mil para cada aplicativo e R$ 100 mil para cada jogo. “Temos muitos talentos reconhecidos nessa área que estão trabalhando lá fora e que poderiam estar sendo valorizados por aqui. Gerar produtos próprios faz muita diferença tanto para a cultura quanto para a economia do país”, explicou o ministro Paulo Bernardo ao Link.

As inscrições para o INOVApps ficarão abertas até o dia 19 de setembro e os escolhidos serão revelados em 14 de novembro, de acordo com o governo. Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem participar do concurso, mas é necessário ter, ao menos, 18 anos de idade.

Em relação ao tema dos projetos, o Ministério das Comunicações estipulou que os aplicativos e jogos sérios (que deverão ter cunho educacional e informativo) devem seguir um dos seguintes assuntos:

  • Direitos e Defesa do consumidor
  • Educação/Ensino
  • Saúde
  • Mobilidade Urbana
  • Segurança Pública
  • Turismo e Grandes Eventos
  • Gestão colaborativa de utilidade pública
  • Tratamento de indicadores de políticas públicas (dados abertos)
  • Difusão de campanhas de utilidade pública

Os participantes poderão escolher desenvolver suas ideias para Android, iOS, HTML 5 (web), Windows Phone, BlackBerry e Ginga (formato brasileiro de interatividade na TV digital). Caso ocorra algum empate na escolha dos vencedores, terão prioridade os projetos feitos em Ginga e, em segundo, os que tiverem versões para mais de uma plataforma.

Para decidir quais aplicativos e jogos serão financiados, o Ministério reuniu um comitê técnico formado por “especialistas de notório saber” do Ministério e da Universidade de Brasília, que seguirão critérios como “Aderência à temática” “Inovação e Criatividade”, “Viabilidade Técnica”, “Qualidade de uso” (no caso dos aplicativos) e “Jogabilidade” (no caso dos apps de games).

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias