16.7 C
São Paulo

Ex-moradores de Fukushima retornam à cidade em ensaio emocionante

É Pop!

No ensaio “Retracing Our Steps” (“Refazendo Nossos Passos”), os fotógrafos franceses Carlos Ayesta e Guillaume Bression pediram a alguns dos 80.000 refugiados do desastre nuclear, que foram obrigados a abandonar as áreas próximas de Fukushima, no Japão, para que retornassem à sua terra originária. O processo, que incluiu um trabalho de investigação e alianças administrativas, levou cerca de quatro anos para ser colocado em prática.

O que os ex-moradores encontraram por lá foi um mundo completamente diferente, quase irreconhecível. No entanto, suas histórias são profundamente tocantes. “Pedimos a ex-residentes e habitantes de Fukushina, em alguns casos os reais proprietários de determinados locais, para se juntarem a nós dentro da zona proibida e abrir as portas para esses locais comuns, mas agora hostis”, contou o artista em comunicado.

De frente para a câmera, foi dito a eles para que agissem da forma mais natural possível – como se nada tivesse acontecido. A ideia por trás dessas fotografias era combinar o banal e o incomum. O acidente nuclear histórico dá às imagens um tom mais plausível.

Confira mais detalhes sobre o projeto e a história por trás de cada foto diretamente no site da “No Go Zone”.

Imagens: Divulgação/Carlos Ayesta e Guillaume Bression.

comente
Ler a próxima matéria

“The Tick”: nova série da Amazon que parodia super-heróis

- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias