16.7 C
São Paulo

David Bowie recusou músicas para a trilha de Trainspotting

É Pop!

O ícone pop negou a permissão para que suas canções pudessem ser usadas no trabalho de Danny Boyle. (Foto: Reprodução)

Danny Boyle não faz segredo do seu amor por David Bowie. Mas já teve que desfazer o projeto de uma cinebiografia sobre a vida e carreira do músico depois de ele ter recusado conceder permissão para o uso de sua música no filme. Contudo, os problemas entre eles começaram bem antes disso. Boyle se aproximou de Bowie durante a produção de Trainspotting (1996). Segundo Tristam Penna, que ajudou na composição da trilha sonora do longa, o cineasta e seu produtor, Andrew Macdonald, estavam com dificuldades de chegar a acordos com o músico.

Boyle queria muito ter usado “Golden Years”, de Bowie, para a cena do vaso sanitário. (Foto: Reprodução)

Eles queriam muito ter usado “Golden Years”, de Bowie, para a cena do vaso sanitário, mas o cantor recusou – e a passagem ficou marcada por “Deep Blue Day”, de Brian Eno. Como a primeira tentativa não havia dado certo, Penna sugeriu o uso de “Lust for Life”, interpretada por Iggy Pop e produzida por David Bowie, para a famosa abertura do filme.

A sequência inicial com “Lust for Life”, interpretada por Iggy Pop e produzida por David Bowie. (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao site Dazed, Penna contou que Danny Boyle estava extremamente chateado com os cortes de Bowie em seu filme, mas que acabou ficando satisfeito com os resultados finais. A inclusão de “Lust for Life” foi fundamental para a plástica do filme.

Penna diz que chegou a indicar outras inclusões na trilha sonora do longa, e diz que este foi um dos “trabalhos culturais mais importantes de sua carreira”, mesmo depois das tentativas frustradas com ícone pop.

Confira o vídeo com a música “Golden Years”, vetada por Bowie para uso no filme:

Tags

comente
- Advertisement -spot_img

Leia também

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias